quinta-feira, 20 de julho de 2017

Beleza com Furos

O cobogó é um elemento vazado empregado na construção de paredes perfuradas, para permitir a entrada de luz e ventilação. Popular nos anos 40 e 60, decora o Edifício Eiffel, projetado por Oscar Niemeyer e inaugurado em 1956, na Praça da República.
De uns anos para cá, os bloquinhos inspirados no muxarabi, de origem árabe, voltaram a aparecer na capital.

Alguns endereços recentes onde encontrá-los em São Paulo.

Edifício Eiffel - Praça da República





Hospital Cidade Tiradentes
Inauguração : 2007
Endereço : Avenida dos Metalúrgicos, 2100
Material : Concreto
Arquitetos : Borelli e Meigo








Japan House
Inauguração : 2017
Endereço : Av.  Paulista, 52
Material : concreto
Arquiteto : Kengo Kuma





Lanchonete  da Cidade
Inauguração : 2014
Endereço : Rua Coropé, 51 Pinheiros
Material : Louça esmaltada
Arquiteta : Carol Tonetti  e Carla Café




Manish
Inauguração : 2011
Endereço : Av. Horácio Lafer, 491 - Itaim
Material : Concreto :
Arquitetos : ODVO e Minima



Módulo Bruxelas :
Inauguração : 2012
Endereço : Rua Bruxelas, 188 - Perdizes
Material : cerâmica
Arquiteto : Gui Mattos






 Valisére
Inauguração : 2010
Endereço : Rua Oscar Freire, 849 - Jardins
Material : Resina
Arquitetos : Anastassiadis Arquitetos



quarta-feira, 21 de junho de 2017

 Japan House

Av.Paulista, 52 - São Paulo - SP


O projeto da Japan House São Paulo foi assinado pelo arquiteto japonês Kengo Kuma, conhecido por suas obras com madeira. Logo na fachada, Kuma projetou um conjunto de ripas de O projeto da Japan House São Paulo foi assinado pelo arquiteto japonês Kengo Kuma, uma madeira japonesa muito usada pelos artesãos tradicionais do Japão.
Na lateral da entrada, o cobogó tipicamente brasileiro dá continuidade aos espaços vazados que permitem que a luz entre no salão, traçando um paralelo entre o Brasil e o Japão.

                                  O projeto  pelo arquiteto  Kengo Kuma



Japan House pelo mundo

Criada pelo Ministério das Relações Exteriores do Japão, a Japan House de São Paulo é a primeira unidade construída no mundo e já tem mais duas a caminho. A próxima casa a ser inaugurada será em Londres, na Inglaterra, e a previsão é que fique pronta ainda em 2017, com um projeto assinado pelo designer Masamichi Katayama.
Até o final de 2017 também deve ficar pronta a unidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, cujo projeto foi assinado pelo artista Kohei Nawa.



Conhecer a arte, a gastronomia e a beleza daquilo que permeia o Japão contemporâneo, tudo num só lugar. Esta é a proposta do prédio localizado na  Avenida Paulista.
A Japan House pretende transmitir o espírito da hospitalidade japonesa, chamada de omotenashi, ao proporcionar um intercâmbio intelectual entre o Japão e o resto do mundo.
A ideia é que ali sejam promovidas atividades culturais que desvendam o Japão moderno com exposições, shows, workshops passando pelas artes tradicionais, experiências gastronômicas, encontros de negócios estudos acadêmicos e seminários temáticos.
Além disso, o espaço cultural ainda inclui um restaurante, o Junji Sakamoto, comandado pelo renomado chef Jun Sakamoto, uma cafeteria, Imi Café com quitutes orientais, lojas de produtos selecionados produzidos no Japão e uma biblioteca.


quarta-feira, 3 de maio de 2017

Museu de Arte Sacra - Mosteiro da Luz





Museu de Arte Sacra de São Paulo é uma das principais instituições brasileiras  voltadas ao estudo, conservação e exposição de objetos relacionados à  arte sacra.  Localiza-se na cidade de  São Paulo,  na ala esquerda do  Mosteiro da Luz,  um convento de recolhimento de  monjas enclausuradas,  fundado em  1774  por iniciativa de Frei Galvão  (1739-1822) onde estão seus restos mortais, foi o primeiro santo brasileiro. O mosteiro é a única edificação colonial do século XVIII  em São Paulo a preservar seus elementos, materiais e estrutura originais. Encontra-se inserido em meio à última chácara conventual urbana do país. Foi tombado como monumento arquitetônico de interesse nacional em 1943, pelo então SPHAN (atual IPHAN)  e, posteriormente, pelo Condephat.
Mantido por um acordo entre o Governo do Estado e a Arquiodiocese de São Paulo,  o museu foi fundado em  1970.  Abriga um dos mais importantes acervos de arte sacra do Brasil, acumulado pela Mitra Arquidiocesana ao longo do século XX.  com peças provenientes de antigas igrejas de todo o país. E também com imagens de santos feitas no Brasil e na Europa entre os séculos XVI e XX,  além de pratarias e quadros. A coleção, também tombada pelo IPHAN, abarca obras brasileiras e estrangeiras produzidas a partir do  século XVI,  com especial ênfase na imaginária do período colonial  e várias obras de artistas exponenciais como Aleijadinho,  com réplicas das estátuas dos seus profetas do lado de fora do museu, Frei Agostinho da Piedade, Frei Agostinho de Jesus, Mestre Valentim, Mestre Ataíde, Almeida Júnior e Benedito Calisto. 











segunda-feira, 24 de abril de 2017

Edifícios Modernos de Estilosos em São Paulo



Conjunto Nacional



Ano : 1954
Endereço : Avenida Paulista, 2073
Arquiteto : David Libeskind
Curiosidade : em 1978, um incêndio destruiu parte da fachada do prédio, que só passou a ser reconstruída em 1984.

Edifício Esther







Edifício Esther

Ano : 1934
Endereço : Praça da República, 80 - centro
Arquitetos : Álvaro Vital Brasil e Adhemar Marinho
Curiosidade : foi criado para sediar o escritório da Usina Açúcar Esther

Residência VillaNova Artigas




Residência VilaNova Artigas

Ano : 1949
Endereço : Rua Barão de Jaceguai, 1149 - Campo Belo
Arquiteto : João Batista Villanova Artigas
Curiosidade : construída para a família do arquiteto, a casa diferençona era confundida com igreja ou fábrica.


Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB)






Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB)

Ano : 1947
Endereço : Bento Freitas, 306 - Vila Buarque
Arquitetos : Rino Levi, Roberto Cerqueira César, entre outros
Curiosidade : uma "vaquinha" entre personalidades  como Oscar Niemeyer viabilizou a obra.



FAU-USP







Ano : 1961
Enderço : Rua do Lago, 876 - Cidade Universitária
Arquitetos : João Batista Vilanova Artigas e Carlos Cascaldi
Curiosidade : todos os espaços do prédio são interligados para reforçar a convivência.


domingo, 23 de abril de 2017

Viaduro Santa Ifigênia



Inaugurado em 1913, este ícone foi projetado pelos italianos Giulio Michetti e Giuseppe Chiappori.



Viaduto Santa Ifigênia é um viaduto  localizado no centro de São  Paulo,  com uso exclusivamente para pedestres. Ele começa no Largo de São Bento e termina em frente a Igreja de Santa Ifigênia interligando  dois pontos históricos importantíssimos para a cidade de São Paulo. 
A estrutura pensada pelo arquiteto Giulio Micheli e os engenheiros Giuseppe Chiapori e Mário Tibiriçá, foi totalmente fabricada na Bélgica  e tinha o intuito de melhorar o trânsito e a circulação de carros, carruagens e bondes que atravessavam o Vale do Anhangabaú. O viaduto foi montado entre os anos 1910 e 1913 e inaugurado em 26 de julho de 1913, pelo prefeito Raymundo Duprat.
Atualmente, o viaduto é uma das principais ligações dos pontos mais altos do centro de São Paulo,  passando sobre o A estrutura do viaduto foi totalmente fabricada na Bélgica. Cerca de mil e cem toneladas de estrutura metálica, desembarcaram no porto de Santos e chegaram na região pela estrada de ferro São Paulo Railway. A montagem foi realizada pela empresa Lidgerwood Manufacturing Company Limited, sob a direção do engenheiro Giuseppe Chiappori, sócio de Giulio Micheli e Mário Tibiriçá, enquanto a execução das fundações ficou a cargo do mestre de obras e carpinteiro alemão Johann Grundt. Um ano além do prazo previsto, devido às desapropriações e indenizações, falta de mão-de-obra qualificada e orçamento comprometido, o Viaduto Santa Ifigênia foi finalmente inaugurado no dia 26 de julho de 1913, pelo prefeito Raymundo Duprat, com festa e travessia de bondes e automóveis.[6]
O objetivo ao construir este viaduto era, além de ligar os Largos São Bento e Santa Ifigênia, melhorar o trânsito de carros e carruagens que enfrentavam a ladeira da Av. São João, além de melhorar o trânsito das ruas XV de Novembro e São Bento, por onde passavam os bondes. Assim, haveria uma maneira mais eficiente de ligar um lado do Anhangabaú ao outro. Na década de 1970, a estrutura foi protegida por Lei Municipal de Zoneamento. No final da mesma década o Viaduto passou por uma reforma que recuperou sua estrutura e passou a ser exclusivo para passagem de pedestres. Com essa reforma, as luminárias foram substituídas por luminárias antigas, conhecidas como São Paulo Antigo, o calçamento passou a ser de pastilhas coloridas, com as cores do arco-íris,] e foi colocada uma escada que dá acesso ao Vale do Anhangabaú e Avenida Prestes Maia.
 O Viaduto Santa Ifigênia, de estilo  Art Nouveau,  é um dos principais cartões postais da cidade de São Paulo. Ele encanta turistas e moradores da cidade pela sua estrutura metálica com adornos de cor ouro.




O piso pavimentado de pastilhas sobre lajes de concreto, formam tapetes geométricos tricolores. Junto ao piso, destaca-se também pequenas valas com grelhas metálicas para captação de água da chuva..
O estilo Art nouveau fica nítido nas grades de proteção do viaduto, que, seguindo o conceito do estilo, destaca as linhas curvas e formas inspiradas em flores e folhagens.




A estrutura do viaduto foi totalmente fabricada na Bélgica. Cerca de mil e cem toneladas de estrutura metálica, desembarcaram no porto de Santos e chegaram na região pela estrada de ferro São Paulo Railway. A montagem foi realizada pela empresa Lidgerwood Manufacturing Company Limited, sob a direção do engenheiro Giuseppe Chiappori, sócio de Giulio Micheli e Mário Tibiriçá, enquanto a execução das fundações ficou a cargo do mestre de obras e carpinteiro alemão Johann Grundt. Um ano além do prazo previsto, devido às desapropriações e indenizações, falta de mão-de-obra qualificada e orçamento comprometido, o Viaduto Santa Ifigênia foi finalmente inaugurado no dia 26 de julho de 1913, pelo prefeito Raymundo Duprat, com festa e travessia de bondes e automóveis.[6]
O objetivo ao construir este viaduto era, além de ligar os Largos São Bento e Santa Ifigênia, melhorar o trânsito de carros e carruagens que enfrentavam a ladeira da Av. São João, além de melhorar o trânsito das ruas XV de Novembro e São Bento, por onde passavam os bondes. Assim, haveria uma maneira mais eficiente de ligar um lado do Anhangabaú ao outro. Na década de 1970, a estrutura foi protegida por Lei Municipal de Zoneamento. No final da mesma década o Viaduto passou por uma reforma que recuperou sua estrutura e passou a ser exclusivo para passagem de pedestres. Com essa reforma, as luminárias foram substituídas por luminárias antigas, conhecidas como São Paulo Antigo, o calçamento passou a ser de pastilhas coloridas, com as cores do arco-íris,[7] e foi colocada uma escada que dá acesso ao Vale do Anhangabaú.

sábado, 22 de abril de 2017

Reforma na fábrica


Hoje em dia é comum encontrar estabelecimentos na cidade de São Paulo com decoração inspirada em um visual "industrial". Mas há também empreendimentos instalados em antigos galpões que de fato abrigaram fábricas paulistanas.


Casa das Caldeiras
Abertura : 1999
Endereço : Av. Francisco Matarazzo, 2000








Na década de 1980, as indústrias Matarazzo, o maior complexo industrial da América Latina na época, fechou suas portas. Em São Paulo, a Casa das Caldeiras era responsável pelo fornecimento de energia para as Indústrias. Após seu fechamento, o local permaneceu em pé, porém produzindo outro tipo de energia: foi transformado em um centro cultural, movido a expressões artísticas e criatividade.


Atento Telemarketing
Abertura : 2006
Endereço : Rua Padre Adelino, 550 - Belém
Uso original : a Seleto  Café manteve sua fábrica ali entre 1952 e 1998, quando foi absorvida pela multinacional D.E Master Blender, dona das marcas Pilão e Café do Ponto.
Seu jingle fez sucesso nos anos 70 "Na hora de tomar café / è o café Seleto / Que a mamãe prepara / Com todo o carinho".






Instituto Criar 
Abertura : 2003
Endereço : Rua Solon, 1121 - Bom Retiro
Uso original : em 1921, a Ford abriu no endereço sua primeira grande fábrica no Brasil, onde produziu automóveis e caminhões. O local perdeu espaço na companhia americana depois da construção de uma nova unidade no Ipiranga, em 1953.







Universidade Anhembi Morumbi
Abertura : 1998
Endereço : Rua Doutor Almeida Lima, 1134 - Parque da Móoca.

Uso original : abrigou a sede da empresa de calçados Alpargatas, que fincou raízes no bairro em 1907. Ali, em 1962 surgiu o modelo de sandálias Havaianas, que se tornou mundialmente famoso.
Permaneceu no local até 1968.